AM: WORKSHOP ABORDA BOAS PRÁTICAS NA FORMAÇÃO DA CULTURA DO GUARANAZEIRO, DIZ EMBRAPA

AM: WORKSHOP ABORDA BOAS PRÁTICAS NA FORMAÇÃO DA CULTURA DO GUARANAZEIRO, DIZ EMBRAPA

Iranduba/AM
A Embrapa realiza na terça-feira (07) o workshop Boas Práticas Agrícolas na Formação da Cultura do Guaranazeiro, evento que será realizado no município de Iranduba (AM). A iniciativa faz parte do Projeto Expansão da Guaranaicultura – Criação do Corredor Metropolitano da Cultura de Guaraná, e o objetivo é capacitar os produtores que integram o projeto, além de técnicos da extensão rural, em relação aos tratos na fase da implantação da cultura no campo.

A parte da manhã do workshop será reservada para a apresentação de três palestras, na Fazenda Santa Rosa. A primeira palestra será proferida pelo pesquisador da Embrapa Amazônia Ocidental Firmino José do Nascimento Filho, que vai abordar os seguintes temas “Tratos culturais nos dois primeiros anos de estabelecimento da cultura do guaranazeiro: manutenção da cobertura das plantas com palha; coroamento das plantas; roçagens nas entrelinhas; irrigação das plantas no período seco; cobertura morta em volta das plantas”.

Logo depois, o pesquisador Lucio Pereira Santos vai discorrer sobre “Nutrição mineral e adubação na fase de estabelecimento da cultura do guaranazeiro: fertilizações químicas e orgânicas; corretivos e condicionadores de solo”. E a última palestra será proferida pela doutoranda da Universidade Federal da Amazônia (Ufam), Laís Alves da Gama que vai falar sobre plantas de cobertura no manejo sustentável das invasoras e seus reflexos na produtividade do guaranazeiro.

No período da tarde, os participantes do evento se deslocam para uma das Unidades de Referências Tecnológicas, implantada no Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Nova Esperança, em Iranduba. No local, os pesquisadores da Embrapa vão repassar informações práticas sobre os cuidados e manejo da cultura do guaraná no seu início. Participam do workshop, agricultores familiares que participam do projeto dos municípios de Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo, Manacapuru e Manaus. O workshop conta com patrocínio da Sabores Vegetais do Brasil e apoio da Cáritas Arquidiocesana de Manaus, do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) e das prefeituras de Iranduba e Manacapuru.
O Projeto Expansão da Guaranaicultura – Criação do Corredor Metropolitano da Cultura do Guaraná, tem como objetivo aumentar a produção de guaraná visando atender a demandas das indústrias instaladas em Manaus. Nesse sentido, foram implantadas 32 Unidades de Referência Tecnológicas (URTs) em 15 comunidades de produtores de base familiar nos municípios de Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo, Manacapuru e Manaus. Um dos objetivos do projeto é que as URTs sirvam de modelo para outros produtores, fortalecendo a atividade no Amazonas e aumentando a produção do fruto. No total, foram implantados 20 hectares com a cultura, com o plantio de 400 mudas de guaranazeiros por hectare.

Fonte: Embrapa Amazônia Ocidental

Compartilhe este post