DF: LIVRO ANALISA RESULTADOS DE DIAGNÓSTICO DE PRODUTORES DE MARACUJÁ DO DF, DIZ EMBRAPA

DF: LIVRO ANALISA RESULTADOS DE DIAGNÓSTICO DE PRODUTORES DE MARACUJÁ DO DF, DIZ EMBRAPA

Brasília/DF

O segundo volume da obra “Maracujá: prospecção de demandas para pesquisa, extensão rural e políticas públicas baseadas na adoção e no impacto de tecnologias” apresenta os resultados da Expedição Safra Brasília – Maracujá, evento promovido pela Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal (Seagri-DF) em parceria com a Emater-DF e a Embrapa em 2017 para diagnosticar a cadeia produtiva do maracujá no DF.

Indicado para produtores, pesquisadores, professores, estudantes, extensionistas rurais e organizações relacionadas ao setor de fruticultura, o livro tem como editores técnicos os pesquisadores Fábio Faleiro e Francisco Rocha, da Embrapa Cerrados (DF), além dos extensionistas da Emater-DF Geraldo Magela Gontijo e Loiselene Rocha.

A publicação analisa o perfil dos produtores, as características dos sistemas de produção, bem como o conhecimento, a motivação, a adoção e o impacto de tecnologias no sistema de produção de maracujá no Distrito Federal, onde a fruticultura representa uma alternativa de geração de emprego e renda, e o cultivo do maracujá uma importante opção do ponto de vista mercadológico.

A avaliação foi realizada com o uso do Diagnóstico Comportamental da Atividade Produtiva (Dcap), um método de avaliação de resultados do público de interesse. Os procedimentos de operacionalização do Dcap estão apresentados e discutidos no volume 1 da obra, que também contextualiza a fruticultura no DF. O foco do diagnóstico são os problemas que os produtores apresentam ao interagirem com o sistema de produção, por exemplo, com fatores relacionados ao solo, planta, clima, água, processamento, entre outros.

Na análise, são apresentadas as principais lacunas de aprendizagem, no contexto do conhecimento, as motivações que levam os produtores a explorarem a cultura do maracujá no DF e as ações desempenhadas por eles. São analisados, também, dados relacionados à adoção de tecnologias e de impactos observados com essa cultura. Tanto o conhecimento quanto a motivação são fatores que interferem diretamente no desempenho do grupo de produtores entrevistados na atividade produtiva. Casos de sucesso observados durante a realização da Expedição Safra Brasília – Maracujá também são apresentados.

Segundo os autores, os resultados e informações apresentados no livro são importantes para os fruticultores, produtores de maracujá, pesquisadores, técnicos e gestores públicos, considerando o desenvolvimento da fruticultura com base na parceria entre pesquisa, extensão rural, gestão pública e produtores. “Os problemas e demandas identificados nas entrevistas podem orientar as ações de pesquisa, transferência de tecnologia, assistência técnica e extensão rural e na elaboração de políticas públicas”, afirma o pesquisador Francisco Rocha.

O livro pode ser baixado gratuitamente aqui.

Fonte: Embrapa Cerrados

 

Compartilhe este post