ENGENHEIRO AGRÔNOMO DA CATI ALERTA PARA RISCOS DA MOSCA-DO-FIGO – PRAGA PROVOCOU PERDAS DE 50% NA ÚLTIMA SAFRA

ENGENHEIRO AGRÔNOMO DA CATI ALERTA PARA RISCOS DA MOSCA-DO-FIGO – PRAGA PROVOCOU PERDAS DE 50% NA ÚLTIMA SAFRA

https://youtu.be/NfNMcZ2ivHU

Um inseto tem causado “dor de cabeça” aos produtores de figo, especialmente de Valinhos: é a mosca-do-figo. Na última safra, a mosca provocou perdas de 50% em algumas propriedades. Para afastar esse inseto das propriedades rurais, o engenheiro agrônomo José Augusto Maiorano, diretor da CATI Regional Campinas, oferece dicas para que, na próxima safra, o ataque dessa praga seja minimizado.

De acordo com Maiorano, a mosca-do-figo surgiu no final da década de 1990. “Esse inseto até hoje preocupa porque causa um dano no fruto e, consequentemente, econômico ao produtor. Essa mosca, que conta com mais de 50 espécies diferentes, ataca principalmente o figo porque a colocação dos ovos é feita na abertura natural do fruto, chamada ostíolo. Após a eclosão, as larvas se alojam no interior dos frutos, causando podridão e tornando sua comercialização inviável”, explicou.

Maiorano acrescenta que, além do figo, outras frutas podem ser atacadas quando a mosca encontra feridas nos frutos, como: acerola, banana, cajá-manga, caju, caqui, carambola, citros, goiaba, pêssego, tomate e damasco-japonês.

O primeiro passo para diminuir as moscas dos pomares é usar armadilhas que, de acordo com Maiorano, controlam em até 95% o ataque dos insetos. “Com atrativos alimentares, como suco de frutas, a mosca é atraída para essas armadilhas. Além disso, é necessário coletar e enterrar qualquer tipo de fruta não comercializada, obrigatoriamente, todos os dias, em toda a propriedade, e não abandonar os pomares com frutos maduros, que continuam sendo foco de contaminação”, disse.

Manejo

– Retirada de frutos maduros

– Limpeza de chácaras de lazer

– Bom controle fitossanitário do figueiral

– Uso de protetor de ostíolo

 

A armadilha

– Usar garrafa PET de 2 litros

– Fazer na garrafa 4 furos com 4mm de diâmetro

– Colocar na garrafa 200 ml de suco; trocar o suco no máximo a cada 10 dias

– Colocar armadilhas ao redor do pomar

 

Preparo do suco

– 4 bananas bem maduras (pode ser usada outra fruta bem madura)

– 0,5 litro de suco de laranja

– 1 colher de sopa de fermento biológico (para pão)

– 8 colheres de sopa de açúcar

Misture tudo, triture, acrescente 10 litros de água e peneire

 

CATI

Compartilhe este post