MG: TECNOLOGIAS GARANTEM UMBU MAIS PRODUTIVO E SABOROSO, DIZ EPAMIG

MG: TECNOLOGIAS GARANTEM UMBU MAIS PRODUTIVO E SABOROSO, DIZ EPAMIG

Belo Horizonte/MG

Fruto típico da caatinga, o umbu é muito utilizado na produção de sucos, doces, geleias, polpas e sorvetes. Com cor verde-amarelada e sabor levemente azedo, a fruta é também muito apreciada para o consumo in natura. O umbuzeiro destaca-se pela grande capacidade de convívio com a seca,  constituindo-se em uma alternativa de cultivo para as regiões que sofrem com os efeitos da escassez hídrica.

Desde a década de 1990, a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais- Epamig – realiza, no Norte do Estado, estudos para preservar o material genético de variedades nativas de umbuzeiro, além de desenvolver e selecionar cultivares mais produtivas e com frutos mais saborosos. “São poucas as alternativas para a exploração das áreas de sequeiro no Norte de Minas. Dentre elas aponta-se a cultura do umbuzeiro, por ser uma espécie nativa da região”, explica o pesquisador Nívio Poubel Gonçalves.

Entre as 34 espécies avaliadas, 20 foram selecionadas para a multiplicação e produção de mudas pelo sistema de enxertia. As mudas de umbu geradas pelo experimento tiveram um desenvolvimento superior ao sistema tradicional de cultivo, iniciando a produção entre 4 e 5 anos após o plantio, sendo que as plantas tradicionais iniciam a produção com cerca de 10 anos. “Essas plantas têm apresentado produção mais precoce e frutos maiores com características mais interessantes para o mercado”, observa Nívio.

Produtor rural no município de Verdelândia, Pedro Nogueira começou a plantar umbu como alternativa para a alimentação de porcos na propriedade. Algum tempo depois, passou a explorar o potencial comercial da fruta. “Atualmente nossa produção é distribuída no mercado local (Janaúba e Montes Claros) e, quando há excedente repassamos para as indústrias de polpa. A comercialização é muito fácil, porque esse é um umbu diferente, com frutos mais saborosos, que produz fora da época do umbu nativo”, afirma Pedro.

 

https://youtu.be/KaSGVql-C7w

 

Foto: Divulgação / Epamig

 

Fonte: Epamig

 

Compartilhe este post