PA: TECNOLOGIAS PARA PRODUÇÃO DE CITROS SÃO APRESENTADAS EM CAPITÃO POÇO, DIZ EMBRAPA

PA: TECNOLOGIAS PARA PRODUÇÃO DE CITROS SÃO APRESENTADAS EM CAPITÃO POÇO, DIZ EMBRAPA

Capitão Poço/PA

 

Tecnologias da Embrapa para a citricultura serão apresentadas em dois eventos na próxima semana em Capitão Poço (PA). Na terça-feira (30), acontecerá o Dia do Viveirista de Citros, que vai abordar técnicas de produção de mudas cítricas. Já na quarta-feira (31), é a vez do II Citros Tour, evento itinerante que vai percorrer os experimentos da Embrapa com novos porta-enxertos, localizados em duas fazendas daquele município.

Capitão Poço e quatro municípios vizinhos são o principal polo produtor de citros da região Norte, com cerca de 4 mil produtores e 16 mil hectares dedicados à cultura. Segundo o pesquisador Fábio Gurgel, da Embrapa Amazônia Oriental, a região é promissora para a expansão dos cultivos. “É um dos raros polos de citros na zona equatorial do mundo livre do ‘greening’ ou ‘amarelão’, doença que atinge plantações de laranja e outros citros e tem causado grande prejuízo no Brasil e exterior”, afirma.

Desde 2013, a Embrapa desenvolve pesquisa para avaliar e selecionar porta-enxertos adequadas às condições de cultivo da região. Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Capitão Poço, Cid Ornela, as tecnologias da Embrapa têm papel fundamental nos planos de expansão da cultura na região. “Hoje 95% dos plantios de citros neste polo utilizam o limão-cravo como porta-enxerto e estão sujeitos a doenças como a gomose”, avalia.

O trabalho da Embrapa em Capitão Poço conta com a parceria da Universidade Federal Rural da Amazônia e de produtores locais. A pesquisa faz parte do Programa de Melhoramento Genético (PMG) de Citros, liderado nacionalmente pela Embrapa Mandioca e Fruticultura.

O Dia do Viveirista terá apresentação de palestras no auditório do campus da Ufra em Capitão Poço (Travessa Pau Amarelo, s/n), a partir das 8h30. Serão abordadas variedades de copas e porta-enxertos e sobre o desempenho inicial dos experimentos na região. Também serão apresentadas informações sobre as normas para produção de mudas. E ao final da programação, às 15h30, está marcada visita ao viveiro Tamafe.

Já o II Citros Tour terá concentração em frente ao Palácio do Agro (Av. 29 de Novembro, s/n), às 8h. Ao longo do dia serão visitados os experimentos da Embrapa nas fazendas Orleana e Lima.

 

PROGRAMAÇÃO

30.10.2018 | terça-feira | Dia do Viveirista

8h30min – 9h

Mesa de abertura

 

9h – 10h

Variedades copa. Abelmon da Silva Gesteira – Embrapa Mandioca e Fruticultura

10h – 11h

Variedades porta-enxerto. Walter dos Santos Soares Filho – Embrapa Mandioca e Fruticultura

11h – 12h

Desempenho inicial de variedades porta-enxerto em Capitão Poço (PA). Fábio de Lima Gurgel  – Embrapa Amazônia Oriental

 

12h – 14h

Intervalo para almoço

 

14h – 14h30min

Credenciamento de viveiristas e normas essenciais na formação de uma boa muda em benefício do produtor citrícola. Henrique Fiorese – Vivecitrus (SP)

14h30min – 15h

O viveiro e a muda como promotores de pomares rentáveis. Fernando Herrera -Viveiro Tamafe (PA e BA)

 

15h – 15h30min

Experiência pioneira do uso da tangerineira &39;Sunki Tropical&39; como porta-enxerto no estado de São Paulo. Paulo Fernandes de Barros Neto – viveirista em Monte Azul Paulista (SP)

 

15h30min -17h

Visita ao viveiro Tamafe.  Fernando Herrera – Viveiro Tamafe (PA e BA)

 

31.10.2018 | quarta-feira | II Citros Tour

8h

Saída do Palácio do Agro

 

8h30min – 9h

Abertura do evento na Fazenda Ornela

 

9h – 12h

Visita aos experimentos da Embrapa na Fazenda Ornela. Arcídio Ornela Filho

12h – 14h

Intervalo para almoço

 

14h – 17h

Visita a Fazenda Lima: viveiro e experimentos da Embrapa. Adoção de novos porta-enxertos na região de Capitão Poço e receptividade das mudas provenientes de viveiros protegidos. Francisco Gomes de Lima e Francisco Fábio Albuquerque Mota.

Fonte: Embrapa Amazônia Oriental

Compartilhe este post