RJ: DEFESA SANITÁRIA VEGETAL DESTRÓI FOCO DE SIGATOKA NEGRA NO SUL DO ESTADO

RJ: DEFESA SANITÁRIA VEGETAL DESTRÓI FOCO DE SIGATOKA NEGRA NO SUL DO ESTADO

Fungo que provoca a mais severa doença que atinge as bananeiras foi identificado em Penedo, no município de Itatiaia

Itatiaia/RJ
Um foco da praga Sigatoka Negra, a mais severa doença que atinge as bananeiras, foi destruído, ontem (9), em Penedo, no município de Itatiaia, no Sul fluminense, por técnicos da defesa sanitária vegetal, da Secretaria Estadual de Agricultura.
A presença do fungo no local foi identificada pelo Ministério da Agricultura, que coletou amostra da planta e enviou ao laboratório da Ufrrj – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Diante da confirmação, as equipes dos Núcleos de Defesa Agropecuária de Resende e Barra Mansa foram acionadas para a erradicação do foco e monitoramentos de bananais em municípios no entorno, em busca de outros possíveis focos ainda não identificados.

Relatada pela primeira vez no Brasil em 1998, a presença da Shigatoka Negra foi constatada no final de 2013 no Estado do Rio de Janeiro, nos municípios de Parati e Angra dos Reis.

– Desde então, temos envidado esforços para contê-la na Região e preservar as demais áreas de produção da fruta no território fluminense – afirma Ilso Lopes Junior – coordenador de defesa sanitária vegetal.

Entre as medidas implantadas estão barreiras agropecuárias nas principais rotas de trânsito estaduais, levantamentos e vistorias em áreas de produção, coletas de amostras para envio a laboratórios, palestras para produtores, reuniões técnicas com entidades e representações do segmento agrícola.

O coordenador orienta aos interessados na produção de banana e renovação de plantios a buscarem informações quanto à aquisição de material propagativo e comércio do produto junto aos Núcleos de Defesa Agropecuária e escritórios da Emater-RIO distribuídos pelo estado.

 

Foto: Divulgação / Governo do RJ

Fonte: Governo do Rio de Janeiro

Compartilhe este post