RS: DEZEMBRO INICIA COM FEIRA DE PEQUENAS FRUTAS E FRUTAS NATIVAS, ARTESANATO E MEL EM VACARIA

RS: DEZEMBRO INICIA COM FEIRA DE PEQUENAS FRUTAS E FRUTAS NATIVAS, ARTESANATO E MEL EM VACARIA

Foto: Divulgação / Emater-RS

Vacaria/RS
O cultivo de pequenas frutas (amora, framboesa, mirtilo e morango) em Vacaria tem sido importante alternativa de renda para a agricultura familiar do município, antes dominada pela pecuária de corte e o cultivo de grãos em pequena escala. Buscando valorizar e divulgar os produtos da agricultura familiar, o município realiza nos dias 01, 02 e 03 de dezembro, no Mercado Público, a 15ª Feira de Pequenas Frutas, Artesanato e Mel e a 5ª Feira de Frutas Nativas do RS.

Além da comercialização de pequenas frutas in natura, sucos, culinária típica da região e artesanato, a programação da feira, que inicia no dia 1º, às 13h30, contará ainda com a visitação e distribuição de pequenas frutas, sucos e mel aos alunos das escolas do município, visando à promoção de uma alimentação saudável, contação de histórias, oficinas de artes e de culinária (infantil), apresentações de música e dança, mateada, caminhada da longevidade e corte e distribuição do bolo temático.

A feira é promovida pela Emater/RS-Ascar, Prefeitura de Vacaria, Associação dos Artesãos, Associação dos Produtores de Pequenas Frutas, Cooperativa Vacariense de Apicultores e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Vacaria e Muitos Capões, com apoio de diversas entidades.

 

Produção e mercado

“Hoje a produção de pequenas frutas passa por um momento de crescimento em toda a região sul, com destaque para os Campos de Cima da Serra. O cenário de comercialização de cada espécie é diferenciado, principalmente o do morango, a mais tradicional e mais consumida entre as pequenas frutas. O mercado para frutas in natura é bastante atrativo, exigindo organização, infraestrutura e logística para chegar ao consumidor, sendo que a maior parte da produção atual é destinada a indústria e congelamento.

Na safra 2016/2017, os produtores de amora-preta da região de Vacaria encontraram dificuldades em colocar toda a produção para as indústrias da região, principalmente pela capacidade limitada de armazenagem de fruta congelada, por isso a tendência é o aumento da oferta de amora para o mercado de fruta fresca, que se mostra muito receptivo”, ressalta o técnico da Emater/RS-Ascar, Nicolas Brandt.

 

Fonte: Emater/RS

Compartilhe este post