RS: SEAPI DESTACA INÍCIO DA COLHEITA DE MAÇÃ E UVA NO ESTADO

RS: SEAPI DESTACA INÍCIO DA COLHEITA DE MAÇÃ E UVA NO ESTADO

Nova Pádua e Vacaria/RS

Foram abertas oficialmente as colheitas da uva e da maçã neste sábado (27), nos municípios de Nova Pádua e Vacaria, respectivamente, com a presença do governador José Ivo Sartori e do secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Ernani Polo.

A abertura nacional da colheita da maçã foi realizada na Estação Experimental da Embrapa, em Vacaria, onde o governador José Ivo Sartori comunicou a assinatura da cedência de 90 hectares de área da extinta Fepagro à ampliação do Distrito Industrial 3 do município. “Reafirmamos nosso apoio aos produtores, suas entidades e ao município: contem com a nossa parceria para impulsionar o setor“, disse o governador.

Para o município de Vacaria, a força econômica da produção da maçã é estratégica ao desenvolvimento. Seus negócios movimentam o comércio e empregam cerca de 20 mil pessoas. A Associação Gaúcha dos Produtores de Maçã (Agapomi) estima para a atual safra volume de 450 mil toneladas – 50 mil toneladas a menos em relação a 2017. Mais de 50% da safra são colhidos no município.

Com a expectativa de que supere o volume previsto pelo setor de 600 mil toneladas, a safra de uva 2018 do Rio Grande do Sul teve sua colheita oficial aberta nos vinhedos da Boscato Vinhos Finos, no município de Nova Pádua, na Serra gaúcha.

“É uma satisfação participar da abertura da colheita da uva aqui, com a projeção de chegar a mais de 600 mil toneladas. Isso destaca a força da cadeia produtiva vitivinícola da região”, disse o governador. O secretário Polo observou que o certificado da Lei do Vinho Colonial trará grande avanço à agricultura familiar.

A safra deste ano, comparativamente à anterior, deve ser 20% menor. Entretanto, em 2017 o volume foi recorde – ficou um pouco acima de 750 mil toneladas. O  resultado aguardado para a atual produção, portanto, é considerado bom, se situa dentro da média histórica de colheitas. Além disso, é previsto alto grau de qualidade da uva devido às condições climáticas favoráveis durante a formação dos frutos e o manejo adequado ao longo dos meses.

 

Foto: Eduardo Oliveira

Fonte: Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi)

 

Compartilhe este post