SISTEMA DE PREVISÃO DE PODRIDÃO FLORAL É AMPLIADO

SISTEMA DE PREVISÃO DE PODRIDÃO FLORAL É AMPLIADO

Novas estações meteorológicas garantem maior cobertura do parque citrícola e permitem adesão de novos citricultores.

O sistema de previsão de podridão floral foi ampliado e conta agora com 40 estações meteorológicas distribuídas por todo o parque citrícola. A maioria das estações foi adquirida por citricultores, e os dados de nove estações localizadas no Noroeste paulista estão sendo cedidos pela Unesp de Ilha Solteira. Em 2016, quando foi lançado, o sistema contava com apenas cinco estações do Fundecitrus. “O aumento demonstra a importância do sistema de previsão para o setor citrícola”, avalia o pesquisador da instituição Geraldo José Silva Junior.

O sistema é gratuito e foi criado pelo Fundecitrus em parceria com a Esalq/USP e a Universidade da Flórida. As estações meteorológicas fornecem dados de temperatura e molhamento que permitem a avaliação dos riscos de ocorrência da doença e a necessidade de pulverizações. As informações são enviadas aos citricultores via e-mail e WhatsApp.

A recomendação é que, para aderir ao programa, as propriedades citrícolas estejam a até cinco quilômetros de uma estação meteorológica. “Com o aumento do número de estações, mais citricultores podem se beneficiar do sistema, obtendo informações meteorológicas mais precisas e confiáveis para o controle da podridão floral em suas fazendas”, diz Silva Junior. “Nos últimos três anos de avaliação do sistema, foi possível obter uma redução média de 70% do número de pulverizações e dos custos de controle da doença”, afirma.

Durante as safras 2017/18 e 2018/19, experimentos de uma dissertação do mestrado do Fundecitrus (MasterCitrus) conduzidos no Sudoeste paulista mostraram que o sistema foi eficiente em reduzir o número de aplicações tanto em variedades precoce quanto em meia-estação e tardia.

O sistema vem sendo atualizado constantemente e o acesso já pode ser feito diretamente pelo site do Fundecitrus (na aba “Tecnologias Fundecitrus”).

Como aderir?

Para receber os alertas de risco, basta ligar para 0800 112 155 ou entrar em contato com o agrônomo do Fundecitrus de sua região.

Cidades do parque citrícola com estações meteorológicas

Região Centro: Boa Esperança do Sul, Cafesópolis, Itápolis, Matão, Piratininga, Presidente Alves, Ribeirão Bonito

Região Noroeste: Ilha Solteira, Itapura, Marinópolis, Paranapuã, Pereira Barreto (2), Pupolina, Santa Fé do Sul, Sud Mennucci

Região Norte: Adolfo, Colômbia, Dracena, Monte Alegre de Minas, Onda Verde, Prata

Região Sudoeste: Alvinlândia, Angatuba, Avaré, Botucatu, Buri, Capão Bonito, Duartina, Iaras, Itatinga (2), Santa Cruz do Rio Pardo, Taquarituba

Região Sul: Franca, Mogi Guaçu, Piracicaba, Santa Rita do Passa Quatro, Santo Antônio da Alegria, São Sebastião do Paraíso

 

Fundecitrus

Compartilhe este post