SP: PRODUTORES DA PRODUÇÃO INTEGRADA DE MORANGO ANALISARAM ÁGUA DE IRRIGAÇÃO, DIZ EMBRAPA

SP: PRODUTORES DA PRODUÇÃO INTEGRADA DE MORANGO ANALISARAM ÁGUA DE IRRIGAÇÃO, DIZ EMBRAPA

Jaguariúna/SP
O pesquisador Claudio Buschinelli, da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP), apresentou os laudos das análises de água feitas em 2017, aos 10 produtores da Produção Integrada de Morango (PIMo) de Atibaia e Jarinu, SP, onde foram analisados pH, bactérias termotolerantes (coliformes fecais) e coliformes totais.

As amostras foram retiradas de açudes, poços e minas, usados para irrigação das plantações de morango e analisadas em laboratório credenciado. “Vale destacar que a comprovação da análise destes parâmetros pelo produtor é exigida para a certificação na PIMo e obtenção do Selo PIBrasil do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento”, explica o pesquisador.

Para o uso da água para irrigação de hortaliças e frutíferas, de acordo com a Resolução n. 357/2005 do Conama, a água deve ser da Classe 2, onde a presença de coliformes fecais deve ser menor que 1.000/ml. Como o valor mais alto medido foi de 750/ml, todas as amostras são consideradas adequadas para irrigação.
Quanto aos valores de pH, todas as amostras estavam dentro do limite (entre 6,0 e 9,5) segundo a mesma Resolução do Conama. O pesquisador informou que iniciou nova campanha de análise para 2018 com produtores que ainda não tiveram seus mananciais avaliados.

 

Foto: Luiz Guilherme Wadt

Fonte: Embrapa Meio Ambiente

Compartilhe este post